Eu vi: Robocop

Quando José Padilha foi anunciado como o diretor do reboot de Robocop, um ícone da cultura pop dos anos noventa, confesso que fiquei bastante empolgada. A possibilidade do brasileiro fazer bonito em Hollywood me encheu de ansiedade. O tempo passou, as primeiras fotos caíram na rede e as inevitáveis reclamações sobre as mudanças vieram em enxurrada. Continuei confiante.

Há duas semanas o filme foi lançado nos Estados Unidos, dividindo a opinião da crítica. Nesta sexta ocorreu a estreia no Brasil e finalmente pude ver se me encontrava no lado daqueles que gostaram da película ou se acompanhava o grupo insatisfeito com o trabalho de Padilha. Posso resumir minha opinião numa única frase.

Robocop é um baita filme.

Mas vocês não querem saber apenas isso, querem? Então, vamos recomeçar. Primeiro, se você é fanboy do filme de Paul Verhoeven e não suporta nenhuma mudança, fique em casa, alugue o DVD do Robocop de 1987 e seja feliz. Mas, se está com a mente aberta e não vai reclamar que a armadura de Murphy agora é preta, então vá ao cinema sem pensar duas vezes. Garanto que não irá se arrepender

José Padilha conseguiu atualizar Robocop com maestria. A sátira política do original foi substituída por críticas sociais importantes, como a política de guerra americana, a manipulação da mídia e a falta de escrúpulos das grandes corporações. E embora as mudanças tenham sido várias, a história de Alex Murphy continua lá. Um policial corajoso e honesto que foi transformado em ciborgue  pela empresa Omnicorp.

O roteiro foi bem construído, conseguindo dosar bem o dilema de Murphy em se ver como uma máquina com o restante da trama. Sofremos com as mudanças de Alex e com suas dúvidas. Será que ainda é humano ou o lado mecânico venceu? Há uma cena extremamente angustiante que exemplifica muito bem essa reflexão. E quando Alex diz: “Não restou nada”, nos perguntamos se ele tem razão ou não.

A direção de Padilha é segura, relembrando a câmera tremida conhecida em Tropa de Elite 1 e 2. Os efeitos especiais não se destacam, mas também não comprometem. Gostei muito da armadura recauchutada do novo Robocop, em nenhum momento a mudança de cor me incomodou (na verdade, ela é bem explicada no filme) e acredito que a essência do traje antigo foi respeitada. Há diversas menções à obra original, frases de efeito e bordões conhecidos que foram bem encaixados. Quando determinado personagem falou “I’d buy that for a dollar”, um sorrisinho satisfeito surgiu em meus lábios.

Quero dar destaque aqui aos trechos em que Samuel L Jackson aparece. Para mim, foram os momentos mais geniais do filme e foi inevitável a comparação que fiz do personagem de Jackson aos jornalistas sensacionalistas que estamos acostumados a ver na TV (Datena, cof, cof). Uma ótima crítica e que rendeu um final sensacional à película, quase tão impactante quanto o sobrevoo do Planalto em Tropa de Elite 2.

No fim, como os pessimistas temiam, o novo Robocop é um filme bem diferente daquele dirigido por Verhoeven em 1987. O que ninguém esperava é que isso fosse dar tão certo. Assistam.

Anúncios

4 comentários sobre “Eu vi: Robocop

  1. Sou uma total ignorante com Robcop, então esse filme vai ser novo e exclusivo. Todas as pessoas que viram o filme gostaram e estou animada! Meu espírito patriota quer falar “o diretor é brasileiro, beijo no ombro que o recalque tá passando”. Ê! HAHAAHHA
    Gostei do teu parecer, Roberta! Vou assistir mais ansiosa agora.
    Beijo!

  2. ROBERTAAAAAAA
    Então, nem lembro mais dos filmes antigos do Robocop e, mesmo que lembrasse, não sou fangirl então pra mim tá de boas. Fui pro cinema com a mente aberta.
    Gostei bastante do filme, não entendo de direção, roteiro e afins… mas acho que o Padilha fez um ótimo trabalho.
    Essa cena do “Não restou nada” foi uma das mais tristes pra mim, sério.
    Achei a trama muito bem equilibrada e as cenas de ação na medida certa.
    E por favor… o Samuel L Jackson aparece foi o ÍCONE nesse filme LOL arrasou!!!!
    Enfim, gostei muito e recomendo!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s