Top 5: Animações Disney

Olá pessoal! Como vão vocês?

Teremos um Top 5 nostálgico dessa vez e muito especial para mim. Bom, há certas coisas na nossa infância que não conseguimos esquecer, que nos marcam de maneiras positivas. Isso aconteceu comigo em relação aos filmes da Disney. Todo o anos eu esperava ansiosa que meus pais me levassem ao cinema para ver o novo lançamento. Minha estante era repleta de VHS que eu já conhecia de cor e salteado, mas que nunca me cansava de assistir. Acredito que muita gente tem esse amor pelas animações Disney, elas realmente marcaram uma geração e serão o tema do post de hoje. Já adianto que foi muito difícil escolher apenas CINCO desenhos, mas acho que consegui separar os meus favoritos.

Imagem

 Vamos lá?

 Rei Leão

Esse filme tem uma das melhores aberturas de todos os tempos. Lembro de me arrepiar toda ao rever o filme em 3D, ano passado. A música, o sol nascendo, os animais viajando para presenciar o nascimento de Simba, tudo é mágico. Bom, o restante do desenho é muito bom também. Personagens cativantes, ótimas composições (Hans Zimmer gente!) e animação top como é costume da Disney.

 Pocahontas

Adoro Pocahontas, simplesmente adoro. As músicas são lindas, o amor proibido de John Smith e Pocahontas me conquistou quando criança e o final agridoce sempre me deixou com gostinho de quero mais. (Ps: Odeio Pocahontas 2 ahaha)

 Mulan

Mulan é um ótimo filme! Conta com uma história emocionante, com uma protagonista forte e que evolui muito no decorrer da trama. O dragãozinho Mushu também é um espetáculo a parte, arrancando risadas toda vez que aparece. Além disso, o aspecto técnico é irreparável. As cenas de batalhas são incríveis, usando recursos de computação gráfica muito bem.

 A Bela e a Fera

A mais bela história de amor contada pela Disney. ❤ É aquele filme que sempre me fez suspirar eheh. E gente, aquela biblioteca do Fera sempre foi meu sonho de consumo! Assim como a Bela , fiquei encantada.

  Fantasia

Uma obra de arte da animação. União perfeita de música e desenho. Fantasia é genial do início ao fim, cada trecho tem um carisma especial, uma forma de marcar o telespectador. Meus segmentos favoritos são Rite of Spring de Igor Stravinsky, que mostra o surgimento da vida na Terra, desde as primeiras formas de vida até a extinção dos dinossauros, e Dance of the Hours de Amilcare Ponchielli, que conta com uma linda hipopótamo bailarina. ❤

E vocês, gostam das animações da Disney? Qual seria o seu Top 5?

Anúncios

Semana do Livro Nacional

Semana do Livro Nacional

Oi gente!
Vocês sabiam que teremos a Semana do Livro Nacional em Belém?
Pois é, o evento começa dia 23/07 e vai até dia 25/07. Vamos ter a presença de vários autores paraenses, a programação está bem interessante e variada.
Contos de Meinga marcará presença também. Fui convidada para participar da mesa “O Universo dos novos autores”, junto com os autores Lucas Moraga e Ana Carolina. O bate-papo vai acontecer no dia 23/07 (amanhã) a partir das 18 horas, lá na Fox da Dr. Moraes.
Espero vocês por lá! =D

Eu vi: O Homem de Aço

Sexta fui ver um dos filmes mais esperados desse ano, pelo menos para mim. O Homem de Aço. Dirigido por Zack Snyder e com argumento de Christopher Nolan e David S. Goyer, o reboot do Superman já vinha chamando a  minha atenção antes mesmo de saírem os primeiros trailers. Depois do sem sal Superman Returns, já era hora do icônico herói ter uma adaptação de respeito. Fico aliviada em dizer que foi isso que aconteceu.

Após o fiasco de Lanterna Verde, praticamente todos os planos da Warner para o Universo DC na telona dependiam do sucesso de O Home de Aço. Felizmente, deu tudo certo e podemos esperar pelo filme da Liga da Justiça em breve. Mas, não é sobre isso que vim falar por aqui. Vamos à película.

Primeiro de tudo, este não é um filme de super-heróis, mas sim uma ficção científica bem interessante que narra a queda do planeta Krypton e o destino de um dos seus últimos sobreviventes, Kal-El. É uma história de origem, que mostra ao espectador como o garoto alienígena vem se tornar uma importante figura na Terra. Kal ainda está aprendendo a lidar com seus poderes e responsabilidades, por isso vemos um Superman mais descontrolado e afoito. Ele ainda não é o herói que todos conhecemos, está apenas no início de sua jornada.

A direção de Zack Snyder está bem contida. Quem conhece os trabalhos anteriores do diretor, certamente perceberá a falta de slow motions (achei que em alguns momentos ele podia ter usado esse recurso que tanto o caracteriza). No entanto, sua sede por cenas de ação de tirar o fôlego ainda está lá, preservada até bem demais.

O Homem de Aço tem uma narrativa entrecortada, que viaja do presente de Clark ao seu passado em elipses temporais bem boladas. No entanto, essa quebra no ritmo da história fez com que o protagonista se torne um tanto frio e distante do público. Como acompanhamos somente trechos curtos de seu amadurecimento, certas emoções acabam se perdendo no meio do caminho para que a ação nos tempos atuais fique em foco. No entanto, eu gostei bastante dos flashbacks, e do estilo mais intimista que Snyder empregou neles. Só acredito que esses momentos deveriam ser mais longos e não pequenas cenas aqui e acolá.

O elenco foi muito bem escolhido. Henry Cavill tem presença física e carisma para carregar o manto do Superman. Amy Adams nos mostra uma Lois Lane com faro jornalístico e que dificilmente seria enganada por óculos como disfarce. O destaque dos coadjuvantes, porém, está em Russel Crowe e Kevin Costner. As duas figuras paternas de Kal têm uma importância enorme na trama e dividem com o protagonista algumas das cenas mais bonitas e icônicas da película. Michael Shannon vive muito bem um Zod obcecado por restaurar Krypton, suas motivações são bem construídas e justificadas.

Como um todo O Homem de Aço é um ótimo filme. Efeitos especiais de primeira, design de produção impecável e ótimas atuações. A história é sólida, mesmo com alguns furos que não chegam a prejudicar a trama. A trilha sonora de Hans Zimmer é sensacional, atmosférica e sensível. É a melhor obra de Zack Snyder até hoje e um recomeço muito respeitoso para o nosso querido homem de aço. Não deixem de assistir!

Contos de Meigan no Animazon – Minhas impressões!

 O Animazon acabou! Foram 3 dias de muita correria, risos, conversas animadas com os leitores e diversão. O evento foi show e amei ter participado com Contos de Meigan! Para mim, o saldo foi super positivo. Novos leitores conheceram CdM e também recebi visitas de gente curiosa para saber spoilers do segundo livro.

 Imagem

Os chaveirinhos criados pela Paula Spindler, Emily Sato e Cecilia Manoel fizeram o maior sucesso. E se você que está lendo esse texto quiser um, é só enviar um e-mail para contosdemeigan@gmail.com com o assunto CHAVEIRO MEIGAN.

Imagem

chaveiros de Contos de Meigan!

 

O João Silveira e o André Ciderfao deram uma palestra muito legal sobre a HQ de Contos de Meigan, fazendo a galera pirar com seus desenhos! Depois da palestra, tivemos uma mini reunião e acredito que um projeto empolgante vai se realizar em breve! =D

 Imagem

Durante o evento, vi cosplays sensacionais, como o Finn, do Adventure Time, uma penca de personagens do League of Legends e o Master Chief da galera do Nameless Props, que tirou foto com Meigan e chamou a atenção de todo mundo pela fantasia épica! Descobri a diferença de Dorama para K-Drama (Valeu Jubs!) e cantei a música de abertura de Dragonball Z mesmo dentro da sala ahaha. A galera linda do PA Book Club também marcou presença e me fez uma visitinha, valeu gente!

Imagem

Cosplays!

 

Imagem

Jubs e Junior representando o PA Book Club!

 

 Agradeço ao pessoal do Animazon pelo trabalho impecável e pela confiança no meu trabalho! Não posso deixar de mandar um beijo especial para todo mundo que passou na sala de Contos de Meigan e que me apoiou. Vocês são muito especiais para mim, valeu mesmo!